Mulher não conseguiu chegar ao hospital e deu à luz em elevador

“O parto de Julia aconteceu de forma muito rápida e inusitada, mas ajuda a entender que as mulheres sabem dar à luz e os bebês sabem nascer na hora exata”, disse o marido de Déborah Bittar.

Com a ajuda dos avanços tecnológicos na área da medicina, as futuras mães podem saber exatamente quando seus filhos chegarão ao mundo, o que pode facilitar muito a vida delas, já que podem se organizar com antecedência.

No entanto, há momentos em que os bebês não avisam e o trabalho de parto deve ocorrer em locais inusitados, como transporte público ou na rua.

Nesses casos, é muito difícil realizar um parto seguro, isso porque nem todas as pessoas são treinadas para trazer crianças ao mundo, assim como as condições de higiene não são as melhores.

Mas caso isso aconteça, nada melhor do que a pessoa ao seu lado ser um médico?

Isso aconteceu com uma mulher que, por sorte, teve que ter o filho dentro de um elevador.

Segundo informações do Mirror, trata-se de Déborah Bittar, uma mulher de Anápolis, Brasil, que estava a caminho do hospital porque sua bolsa havia estourou.

Uma vez dentro do posto de saúde, a mulher não resistiu mais e colocou o filho no elevador.

O bom é que Déborah estava acompanhada do marido, Dr. Danilo Almieda, que estava sempre tranquilo e conseguiu controlar a situação com muito sucesso.

“Foi tudo muito rápido e incrível. Fui para casa e vi que já estava com 8 centímetros de dilatação. Estávamos indo para o hospital, mas Júlia decidiu nascer no elevador”, disse Danilo, que é obstetra e especialista em atendimento médico à mulher durante a gravidez.

Sugerido para si:  Jovem visita a tumba da namorada falecida a cada aniversário, um amor verdadeiro

As manobras do médico foram capturadas pela câmera de segurança do hospital.

Na gravação é possível ver que Déborah leva as mãos à barriga durante a contração e agacha quando sente que o bebê está saindo.

Após alguns segundos, ela estica o braço para evitar que a porta do elevador se feche e Danilo consegue ajudá-la a tempo.

Após isso, Danilo corta o cordão umbilical, a mulher sai do elevador carregando o bebê nos braços e caminha pelo corredor para ser atendida pelos médicos do hospital. Horas depois, ambos deixaram o local no mesmo elevador e com a recém-nascida Julia.

“O parto de Julia aconteceu de forma muito rápida e inusitada, mas ajuda a entender que as mulheres sabem dar à luz e os bebês sabem nascer na hora exata. Por mais que tivéssemos planejado outro cenário para sua chegada, o clima naquele elevador era muito calmo e tranquilo”, encerrou o médico. via:upsocl


- Publicidade -

MAIS POPULARES

- Publicidade -