Mulher de 85 anos morre sem filhos e casamento devido uma promessa que fez ao pai

Há uma tradição na Península Balcânica onde as mulheres são proibidas de constituir sua própria família.

Nas comunidades rurais desta região, quando uma família tinha apenas filhas entre seus filhos, elas eram obrigadas a viver como homens; cortavam o cabelo e também as proibiam de ter relações íntimas.

A decisão de constituir família, casar e ter filhos deve ser uma decisão totalmente pessoal; no entanto, ainda existem muitos lugares no mundo onde os casamentos são arranjados.

Esta é uma das tradições mais comuns, mas também há aquelas em que o casamento é proibido.

Embora pareça loucura, eles têm sua razão de ser e muitas pessoas a aceitam e permanecem fiéis às suas tradições até a morte.

Stana Cerovic era uma mulher que morava em Montenegro e queria ficar solteira a vida toda para preservar o nome da família.

Ela morreu em 2016 aos 85 anos e não deixou filhos. A razão? Uma promessa que fez ao pai.

Esta promessa não é infundada, pois em Montenegro e regiões vizinhas, ainda prevalece uma tradição medieval em que as mulheres podiam viver como os homens.

A tradição nasceu no século XV, com as tribos balcânicas, que impuseram um código chamado Kanun.

Este código indicava que as mulheres podiam viver com os mesmos privilégios que os homens (como votar e ir a bares), mas a única condição era que elas nunca deveriam ter relações íntimas.

De acordo com as regras, em famílias onde não havia filhos, as filhas eram tratadas como homens e viviam assim a vida inteira. Quer dizer; eram mulheres que toda a sociedade via como homens.

Sugerido para si:  Gatinho e dono vivem momentos incríveis: confira as fotos dessa amizade

O caso de Stana é um pouco diferente, mas ela teve os mesmos resultados. Depois que seus dois únicos irmãos do sexo masculino morreram, ela prometeu ao pai, Milivoj Cerovic, que nunca se casaria para salvar o nome da família.

Assim, Stana permaneceu solteira até sua morte. Não sabemos se talvez a mulher se apaixonou ou quis ter um filho, mas foi fiel à sua promessa.

Ela vivia sozinha nas montanhas, mas quando o peso dos anos e a deterioração de sua saúde não lhe permitiram mais cuidar de si mesma, mudou-se para uma casa de repouso onde morreu aos 85 anos, após o que parece ser um vida calma. Stana foi uma das últimas virgens prometidas e sua história é incrível. via:lavozdelmuro


- Publicidade -

MAIS POPULARES

- Publicidade -