Menino de 13 anos deu a vida pela irmã, empurrando-a para evitar ser atropelada

Tyler Phillips estava voltando para casa com Krystal Randolph em uma ciclovia em Coram (EUA), quando um carro apareceu e os atingiu nas costas, então o menino correu para tirar a irmã do caminho e recebeu o impacto para protegê-la.

Ele estava em estado grave até sua morte, enquanto o motorista fugia.

Os sinais de amor podem ser observados todos os dias e, embora possam não parecer, são mais do que você pensa.

Trata-se dos detalhes e pequenos gestos que fazemos pelo outro, e parecem insignificantes. Os mesmos que fazem o amor crescer com o tempo.

Quando vemos que nossos entes queridos estão em perigo ou sofrendo, não hesitamos em ajudá-los e fazer o melhor por eles, custe o que custar.

Isso foi demonstrado por Tyler Phillips, um menino de 13 anos que deu a vida por sua irmã Krystal Randolph.

Um dia depois de completar 13 anos, Tyler saiu para passear com sua irmã Krystal na cidade de Coram, em Long Island (Estados Unidos).

Como os dois, que moravam em um abrigo há um ano, estavam voltando para casa em uma ciclovia por volta das 19h30, eles encontraram um carro que estava prestes a atingi-los, segundo a NBC4.

De acordo com a CBS News, ambos foram atingidos por trás pelo veículo e Tyler foi rápido em empurrar sua irmã para fora do caminho para salvá-la, ao custo de sua própria vida.

Sugerido para si:  Menino de 7 anos nadou por 1 hora para conseguir ajuda para o pai e a irmã

Seu corpo não resistiu a tal impacto e ele sofreu ferimentos muito graves, então Krystal chamou uma ambulância para atendimento urgente.

“Ele salvou minha vida”, disse Krystal à NBC4. As crianças foram enviadas para o Stony Brook University Hospital, onde a irmã foi tratada por uma torção no braço, mas a condição de Tyler era muito preocupante.

Três dias se passaram desde o acidente e, finalmente, Tyler faleceu devido aos graves ferimentos em seu corpo.

“Sua coluna e crânio foram cortados e ele não tem nenhuma função cerebral”, disse sua mãe Desari Mac à NBC4. “Ele era um herói. Ele sempre será um herói”, disse Krystal ao canal.

O responsável pelo atropelamento não ajudou no caso, mas fugiu e a polícia iniciou as buscas.

De acordo com as declarações de Krystal, o veículo era de cor cinza e os policiais acreditam que seja um SUV Chevrolet Equinox.

Eles ofereceram uma recompensa de US$ 5.000 para quem der informações para encontrar o motorista e prendê-lo.

Enquanto o bom irmão e estudante do ensino médio William Paca sempre será lembrado como um homem corajoso que protegeu seus entes queridos. via:upsocl


- Publicidade -

MAIS POPULARES

- Publicidade -