Influencer finge ter Tourette para ganhar mais seguidores e foi descoberta

Emerald Rose se entregou porque um usuário descobriu um canal paralelo no qual ela não mostrava nenhum “tique-taque” visível.

Em seguida, sua irmã saiu para revelar que vinha lucrando há anos com a suposta síndrome.

Internet e redes sociais são um site que pode dar para tudo. E é que existe um mar de conteúdos, desde campanhas solidárias e histórias que nos podem comover sem compaixão, até perigos e riscos como cair nas mãos de pessoas que fazem burlas, enganos e burlas.

Neste último ponto estão aqueles personagens que fazem tudo em benefício próprio, seja dinheiro ou fama.

Quando se trata do mundo dos influenciadores, muitas pessoas dão o melhor de si pela última coisa: conseguir um pouco de popularidade virtual, mesmo que tenham que colocar em jogo sua integridade emocional e física.

Há alguns dias ficou conhecido o caso de Emerald Rose, um tiktoker que chegou a 500.000 seguidores com base em uma mentira cruel.

Segundo a Sintesis TV, Emerald se autodenomina “ticandroses” nas redes sociais porque em cada um dos vídeos que postou mostrava sua Tourette, uma condição do sistema nervoso que faz com que as pessoas tenham “tiques” e espasmos involuntários e repetitivos, acompanhados por sons de vogais.

Nesse perfil, Emerald falou sobre sua doença e compartilhou algumas atividades do dia a dia que foram desafiadoras para ela. Além disso, ele se considerava uma pessoa “não binária”.

Sugerido para si:  Pai criticado por caminhar segurando a mão do filho com autismo

À medida que sua popularidade crescia rapidamente, Emerald ficou determinada a vender mercadorias e produtos relacionados à sua síndrome.

Com isso ganhou muito dinheiro, com o qual pôde viver tranquilamente. O problema era que ela estava enganando seus seguidores.

Seus seguidores começaram a notar que ela ria dos próprios “tiques” e fazia caretas que nada tinham a ver com a doença.

Esmeralda decidiu atender às críticas e mostrou seu diagnóstico médico. Nele parecia que, além de Tourette, ela sofria de fibromialgia, depressão e autismo. Mas esse diagnóstico não a salvou de nada porque viria a cereja do bolo.

Um usuário descobriu que Emerald tinha um canal secundário onde não se referia à sua síndrome, e no qual não tinha nem um “tique” ao falar para a câmera.

Depois disso, uma suposta irmã entrou em cena que, em uma entrada no Reddit, revelou ter testemunhado como Emerald lucrou com base em uma mentira: ela nunca havia sofrido de Tourette na vida.

A tiktoker não teve escolha a não ser cancelar seus dois canais e sumir da internet para sempre. No entanto, seus vídeos continuam circulando nas redes sociais. via:upsocl


- Publicidade -

MAIS POPULARES

- Publicidade -