Idosos viraram namorados e se casaram com mais de 90 anos

Marcelino de 100 anos e Branca de 96, do Brasil, não quiseram mais perder tempo e imortalizaram seu amor independente da idade avançada. No amor não há idade para decidir se apaixonar e se casar.

Não importa a idade em que se realize a união, porque o casamento não é coisa só de jovens, porque quando se ama de todo o coração, o desejo de estar junto é inalienável. É por isso que estes idosos carinhosos se casaram com mais de 90 anos.

Marcelino de 100 anos e Branca de 96 anos decidiram não esperar mais para celebrar seu amor pelo mais alto. Depois de namorar por cerca de 2 anos, esse casal decidiu se casar, sem se importar com nada além do carinho mútuo.

(Imagem : EPTV / Globo)

E é que, após o encontro em uma época em que Marcelino morava na casa de sua atual esposa, ele nunca quis sair do lado dela, embora tenha sido depois de um ano que seus encontros começaram, segundo o G1 Globo. Para esse casal brasileiro, não faltam motivos para dar esse passo tão esperado.

Os pombinhos escolheram uma casa de repouso em Campinas, no sudeste do Brasil, onde também moram. Nesta mesma cidade, Marcelino, de nacionalidade portuguesa, foi nomeado cidadão de destaque pelo seu trabalho na engenharia. E depois de comemorar um século de vida, ele se motiva a encarar esse desafio no amor.

(Imagem : EPTV / Globo)

Além disso, esse amor revive em Branca um espírito de juventude, que ele pensava ter perdido. Embora ela estivesse com medo na hora de se juntar em casamento.

Sugerido para si:  Motorista que só leva mulheres as ajuda nas compras e a seguir os maridos

“Fiquei até com medo, falei ‘ai meu Deus, e se ele desistir?’ (…) e ele pensou a mesma coisa! Aí, no final, os dois falaram ao mesmo tempo: achei que você ia pedir demissão”, disse ao G1 Globo. Aí deram o passo.

(Imagem : EPTV / Globo)

Quem convive com ela tem presenciado esse amor crescer: “Ela sai do quarto, vai no dele e eles conversam, ela vai dar bom dia e dá um beijo nele, sabe? Tudo isso importa. Se ele estiver descoberto, ela o cobre e arruma seu travesseiro. Ela está sempre cuidando dele”, disse Monize Faria Cecílio, cuidadora do casal.

“Todo esse amor envolvido, amor altruísta, amor puro, certo. E ele é muito carinhoso. Acho tudo isso muito emocionante, muito verdadeiro, muito puro”, acrescentou Marilinda Ribeiro dos Santos, filha de Marcelino.

(Imagem : EPTV / Globo)

Para o amor não há barreiras nem limites, eles sabem disso. via:upsocl


- Publicidade -

MAIS POPULARES

- Publicidade -