5 alimentos para alimentar seu cão quando ele está doente

Alimentar um cão doente é um desafio. A diminuição do apetite, dor de estômago, diarreia e vômitos tornam o cuidado de um cão doente estressante para você e seu animal de estimação.

Uma dieta branda pode ajudar a aliviar alguns desses sintomas, além de fornecer ao seu cão a nutrição necessária para se recuperar.

As cinco receitas a seguir destinam-se ao uso para cães com dores de estômago leves, incluindo gases, náusea, constipação e diarreia. Como esses sintomas são ocasionalmente sinais de um problema mais sério, sempre verifique com seu veterinário antes de tomar o tratamento em suas próprias mãos.

Use essas receitas apenas depois de descartar outros riscos à saúde e discutir seu plano com seu veterinário; e lembre-se de que cães com problemas de saúde existentes, como diabetes, câncer, alergias e cães idosos, podem precisar de nutrição adicional para se manterem saudáveis.

1) Frango e Arroz

Frango e arroz são os principais ingredientes em muitos alimentos para cães, e esses alimentos leves ficam bem em estômagos caninos chateados. Além disso, esta refeição sem graça é fácil de preparar.

Tudo que você precisa são peitos de frango desossados ​​e sem pele e arroz. O arroz branco é mais baixo em valor nutricional do que o arroz integral, mas sua maciez o torna mais adequado para dores de estômago.

Óleos, manteiga e temperos adicionados podem irritar o estômago do seu cão e piorar o problema, então fique com frango cozido e arroz e guarde as coisas extras para sua própria refeição.

Sugerido para si:  10 benefícios de usar vinagre na máquina de lavar roupa

Certifique-se de que o frango esteja bem cozido e corte-o ou desfie-o em pedaços pequenos para o seu cão, pois os caninos entusiasmados podem engasgar com esse deleite inesperado.

2) Frango desfiado

Frango desfiado é leve para dores de estômago e atua como um grande incentivo alimentar para cães com apetite diminuído.

Frango simples, sem tempero, cozido e desfiado é fácil de digerir e é embalado com vitaminas, minerais, gorduras e aminoácidos essenciais, tornando-o um ótimo lanche para cães que se sentem indispostos.

O frango fica na geladeira por três a quatro dias, ou você pode congelá-lo por dois a seis meses.

3) Abóbora

Abóbora e batata-doce têm benefícios semelhantes para a saúde digestiva. Como a batata-doce, a abóbora também é rica em fibras, o que ajuda a regular o sistema digestivo canino.

Abóbora cozida, descascada, sem sal e sem tempero contém vitamina E, tiamina, niacina, vitamina B6, folato, ferro, magnésio, fósforo, fibra alimentar, vitamina A, vitamina C, riboflavina, potássio, cobre e manganês, dando ao seu cão um impulso nutricional juntamente com um pouco de ajuda digestiva.

Adicionar abóbora à refeição do seu cão geralmente ajuda a regular a constipação leve.

4) Caldo de Osso

O caldo de osso é uma refeição líquida muito suave que é muito leve em estômagos caninos. É também uma maneira nutritiva e deliciosa de adicionar umidade e sabor aos alimentos secos e incentivar os cães com apetite reduzido a comer.

Para fazer um caldo de osso para cães, encha uma panela de barro com ossos de medula ou ossos com muitas articulações, como peru e pernas de frango. Cubra os ossos com 32-49 milímetros de água, cubra e cozinhe em fogo baixo por 20-24 horas.

Sugerido para si:  5 razões para os cães se esconderem das pessoas

Deixe o caldo esfriar por 2 a 3 horas na geladeira para deixar a gordura formar uma camada endurecida no topo. Retire e guarde o caldo gelatinoso na geladeira.

Se você quiser usar o caldo para adicionar umidade à comida seca, coloque o caldo no micro-ondas apenas o tempo suficiente para passar de uma gelatina semi-sólida para um líquido, mas não o suficiente para ficar quente, pois caldos quentes podem queimar a boca do seu cão. Congele o caldo em pequenos recipientes como uma bandeja de cubos de gelo para uso posterior.

Enquanto o caldo de osso está cheio de medula óssea saudável, os próprios ossos cozidos são incrivelmente perigosos para os cães. Certifique-se de remover todos os ossos do caldo antes de servir.

Economize uma ida ao pronto-socorro e coe o caldo apenas para garantir que nenhum osso pequeno tenha escapado à sua atenção.

5) Comida para bebês

Os hospitais veterinários de emergência costumam usar certos tipos de comida para bebês para alimentar os cães sob seus cuidados. A comida para bebê é muito fácil de engolir e digerir e é uma ótima maneira de administrar medicamentos orais.

Os veterinários recomendam alimentar alimentos para bebês à base de carne do Estágio II, como frango, cordeiro e peru, desde que o alimento para bebê não contenha alho ou cebola em pó.

Embora nenhuma dessas receitas deva ser usada como substituto de cuidados médicos adequados, alimentar uma dieta branda pode aliviar um pouco do desconforto intestinal do seu cão, além de fornecer alimentos que ele vai adorar.

Sugerido para si:  7 razões para o seu gato parar de comer

Essas cinco receitas para a saúde digestiva do cão também são deliciosas guloseimas para quando seu cão começar a se sentir melhor, então considere guardar algumas para mais tarde para recompensar seu paciente canino. via:americankennelclub

Gostou do artigo?

Toque nas estrelas para votar.

Média: 5 / 5. Votos: 1

Até agora ninguém votou, vote você!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

MAIS POPULARES