4 razões para nunca deixar o seu cão lamber o seu rosto

Qualquer pessoa que tenha um cachorro sabe que ele é mais do que um animal de estimação – ele faz parte da família. E, pensando nisso, é fácil perceber como esse amor pode levar ao afeto físico, que inclui abraços, tapinhas e lamber nosso rosto. Mas, isso poderia ser um grande erro?

A boca dos cães é um viveiro de bactérias e contém várias cepas potencialmente prejudiciais. Receber uma lambida no rosto não é apenas molhado e desleixado, mas pode ser extremamente perigoso, de acordo com especialistas.

Quando você pensa sobre o fato de que nossos amigos peludos são propensos a farejar o lixo e as costas de seus companheiros cães, não é difícil ver de onde vem a bactéria.

John Oxford, professor de virologia e bacteriologia da Queen Mary University em Londres, disse ao Mirror: “Não é apenas o que é carregado na saliva. Os cães passam metade da vida com o nariz em cantos nojentos ou pairando sobre excrementos de cachorro e os focinhos estão cheios de bactérias, vírus e germes de todos os tipos.”

Perturbadoramente, existem muitas doenças potenciais que podem ser contraídas ao deixar seu cão lamber seu rosto, aqui estão alguns exemplos:

1) Sepse

Um organismo encontrado na boca de cães, chamado Capnocytophaga Canimorsus, causa uma infecção grave por sepse. Os sintomas iniciais desta doença incluem febre, calafrios, suores e fadiga.

2) Micose

Esta doença desagradável é uma das mais fáceis de serem transferidas da saliva do seu cão. Micose é uma infecção fúngica comum que pode causar erupção cutânea em forma de anel prateado ou vermelho.

Sugerido para si:  Cãozinho corajoso impede a formação de um tornado ao "mordê-lo"

3) SARM

Os cães também podem ser portadores de SARM. Eles podem não ser afetados por eles próprios, mas podem ser transferidos por uma lambida.

O SARM é um tipo de bactéria resistente a vários antibióticos amplamente usados, o que significa que as infecções por SARM podem ser mais difíceis de tratar do que outras infecções bacterianas.

Segundo o NHS, os sintomas iniciais se a infecção se aprofundar no corpo incluem vermelhidão, inchaço, dor, pus e calor.

4) Staphylococcus aureus

É semelhante ao SARM, mas é mais resistente ao tratamento.

Outro ponto a ser observado é que as crianças correm mais risco de serem infectadas pela lambida de um cachorro. Assim como aqueles com sistema imunológico fraco.

Portanto, por mais que você ame seu cão, é aconselhável manter o carinho com um abraço adorável e um tapinha, mantendo-se longe dessa língua. via:countryliving

Gostou do artigo?

Toque nas estrelas para votar.

Média: 4 / 5. Votos: 40

Até agora ninguém votou, vote você!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

MAIS POPULARES