15 coisas que os donos de cães nunca devem esquecer

A ligação entre o homem e o cão ao longo da história da humanidade mostra que, sem dúvida, o cão é o melhor amigo do homem. Geralmente tendemos a pensar que retribuímos toda a dedicação que nosso melhor amigo nos oferece.

Mas, há algo que você tenha esquecido? Neste post, descubra 15 coisas que os donos de cães nunca devem esquecer. Se você cumprir todos elas, você é um excelente tutor.

1) Ofereça a ele todo o seu carinho

Dar a ele todo o seu amor fará com que ele o retribua com mais força. Além disso, se você se esforçar para criar um bom vínculo, obterá melhores respostas no treinamento, confiança e um amigo para a vida.

2) Eduque-o para que saiba conviver

É importante socializá-lo, ensiná-lo a urinar na rua, as ordens básicas de obediência e, enfim, tudo o que for útil para uma boa convivência. Dessa forma, você pode deixá-lo por alguns dias com um amigo ou saberá que ele voltará para você quando você o chamar pelo nome.

3) Não esqueça que ele precisa de você

Sair para passear, brincar no parque ou encher o rosto de beijos podem ser coisas sem importância para você, mas lembre-se que para o seu cão cada detalhe é um mundo.

4) Seja paciente ao ensiná-lo

A maioria dos cães precisa de 15 a 30 repetições para associar um comando, embora alguns possam demorar mais ou menos. Não se preocupe, eventualmente, isso leva tempo.

Sugerido para si:  Especialista explica por que os cães são muito leais aos donos

5) Seja digno de seu amor

Você não precisa recorrer a pancadas ou intimidações para que seu cão siga suas instruções. Se você for consistente, reforçar os bons comportamentos e ajudá-lo a entender, seu cão não hesitará em ouvi-lo.

6) Ajude-o a superar qualquer obstáculo

Medo, agressividade ou hiperatividade são problemas que podem ser trabalhados com um profissional, como um etólogo ou educador canino. Nunca é tarde para tratar os problemas de comportamento do seu cão ou quaisquer dificuldades que ele possa ter.

7) Cuide da sua saúde

Ir ao veterinário a cada 6 ou 12 meses, seguir o calendário de vacinação ou vermifugá-lo interna e externamente são rotinas que o ajudarão a detectar e prevenir problemas de saúde. Não os esqueça!

8) Lembre-se que ele não faz coisas para te irritar

Sabemos que não é agradável encontrar o sofá mastigado, esterco no corredor, pelo no travesseiro ou o lixo mexido, mas você deve lembrar que não é a intenção deles irritá-lo. Filhotes, cães estressados ​​ou idosos podem cometer travessuras de tempos em tempos.

9) Aprenda coisas sobre ele

Quem disse que não podemos nos comunicar com um cachorro? Aprender a linguagem canina ajudará você a saber o que seu melhor amigo está tentando expressar o tempo todo. Bater, bocejar e virar a cabeça, por exemplo, pode ser interpretado como “basta” ou “deixe-me em paz”.

Sugerido para si:  Veterinária caminha pelas ruas para cuidar de animais vadios, um lindo gesto de amor

10) Se preocupe se você o vê de forma diferente

Se o seu cão não vem até você quando você sacode uma sacola plástica, toca acidentalmente na coleira ou tropeça em seu brinquedo favorito, algo está errado. Procure por ele e observe-o por um tempo, talvez ele esteja doente ou com medo.

11) Deixe-o ser ele mesmo

Uma das 5 liberdades do bem-estar animal diz que o cão deve ser livre para se expressar. Você o deixa se misturar com outros cães se ele quiser? Você o força a ser manipulado por seus sobrinhos? Permita que seu cão se expresse como ele é para descobrir sua verdadeira personalidade.

12) Estimule-o mental e fisicamente

Para exercitar o seu cão e cansá-lo não precisa de uma hora de bola no parque, é muito mais benéfico oferecer-lhe um passeio de qualidade, longo se possível, permitindo-lhe cheirar e 5 minutos livres sem trela (em uma pipi-can, por exemplo).

Ao mesmo tempo, estimula seu cérebro com exercícios de inteligência para que aprenda e ganhe autoconfiança.

13) Compartilhe sua vida com ele

Existem mil maneiras de desfrutar da companhia do seu cão. Por que não lhe tira uns dias de férias? Ou para brincar com seus amigos no parque? Viva intensamente todos os dias com ele e não deixe de acumular memórias, fotografias e bons momentos.

Sugerido para si:  Cão sênior é deixado na beira da estrada com uma carta

14) Encontre um lugar confortável

Qualquer cão deve poder desfrutar de um lugar confortável para dormir, um teto sobre a cabeça e calor no inverno, principalmente se for um cachorro idoso ou doente. Alguns cães, como o Greyhound ou o Boxer, desenvolverão calos se passarem muito tempo em um lugar difícil.

15) Acompanhe-o nos piores momentos

Ele precisa de você, especialmente quando as coisas não estão indo bem. Mostrar a ele que não é um obstáculo sofrer de uma doença, ser mais velho ou ver algum de seus sentidos afetado, fará com que ele se sinta querido e amado. via:expertoanimal


- Publicidade -

MAIS POPULARES

- Publicidade -